Hipolabor ajuda: entenda as diferenças entre gripe e resfriado

Hipolabor ajuda: entenda as diferenças entre gripe e resfriado

Sempre se escuta dizer que alguém está gripado ou que vai gripar. Mas será que os sintomas são mesmo de gripe? Ou será que é só um resfriado? Afinal, qual a diferença entre essas doenças? É sobre isso que o “Hipolabor ajuda” de hoje vai falar.

Ambas as doenças são infecções virais das vias aéreas superiores, as famosas IVAS, mas a semelhança não passa muito disso. Quer entender melhor a diferença entre elas? Confira o nosso post a seguir!

Qual a causa dessas doenças?

A gripe é causada pelos vírus da família Influenza, que possui diversos subtipos, como o da gripe suína, da gripe aviária e da gripe espanhola. Já o resfriado pode ser causado por uma diversidade ainda maior de vírus, incluindo os adenovírus, os coronavírus, os parainfluenza e o vírus sincicial respiratório.

Como elas são transmitidas?

A transmissão da gripe e do resfriado ocorre da mesma forma: via perdigotos. Ao falar, tossir ou espirrar a pessoa libera gotículas de saliva contaminadas com o vírus no ambiente, que são inspirados por outra pessoa, infectando-a. Se o doente cobrir a boca com a mão ao tossir, mas depois encostar em algum objeto, esse objeto também ficará contaminado, passando a infecção para quem o tocar em seguida. A transmissão ocorre facilmente e é mais comum no inverno, uma vez que nessa época do ano as pessoas tendem a ficar mais em ambientes fechados.

Quais os sintomas de cada uma?

A sintomatologia de cada doença é o ponto no qual elas se diferem mais. O resfriado geralmente se inicia 24-72h após o contágio, com uma evolução progressiva de sintomas como espirros, coriza, faringite e tosse seca. A ocorrência de febre é rara, principalmente em adultos. Os sintomas se resolvem entre 5 a 7 dias e, apesar de incomodarem, não impedem a pessoa de continuar com seus afazeres diários, como trabalhar, estudar e até mesmo ir à academia.

Já a gripe é bem mais severa. Os sintomas surgem no mesmo dia do contágio e levam o doente para a cama. Os sintomas são febre alta, dor no corpo, cansaço, mal-estar, dor de cabeça, perda de apetite, dor de garganta e até tosse produtiva. A duração costuma ser um pouco mais curta do que a do resfriado, de 4 a 7 dias, mas a prostração pode impedir a pessoa de realizar suas atividades.

Qual o tratamento?

Por serem infecções virais, o tratamento para ambas é sintomático e de suporte ao paciente. Deve-se manter a pessoa hidratada, bem nutrida, com a febre controlada e com alívio das dores. Descongestionantes nasais e xaropes também podem ser úteis. A cura ocorre de forma espontânea. Vale sempre lembrar que o uso de medicamentos deve ser feito com acompanhamento médico.

O resfriado ou a gripe podem gerar complicações?

Qualquer IVAS pode evoluir para otite média aguda ou pneumonia. Entretanto, ambos são mais comuns após um quadro gripal, já que a gripe compromete mais a defesa do organismo e deixa-o mais susceptível a infecções bacterianas oportunistas. A chance de complicações graves é bem baixa, menos de 1%, mas devido à alta incidência dessas infecções, o número de mortes acaba sendo elevado.

Por que essas doenças são tão recorrentes?

Após uma infecção, a pessoa geralmente desenvolve imunidade duradoura contra aquele vírus. Porém, por serem enfermidades causadas por uma grande variedade de agentes infecciosos, acaba havendo maior incidência. No caso do resfriado, o contato com um vírus novo ocorre porque a doença é provocada por mais de 100 tipos diferentes de vírus. Na gripe, o Influenza sofre mutações e recombinações genéticas com frequência, fazendo com que sempre surja um vírus diferente daqueles que a população já está imunizada, como aconteceu há alguns anos com o H1N1, causador da gripe suína. É também por isso que as crianças desenvolvem essas doenças com maior frequência do que o adulto, pois ainda não têm um sistema imunológico bem desenvolvido.

Agora você não vai mais deixar alguém confundir gripe com resfriado, não é mesmo? Ainda tem dúvidas sobre as duas doenças? Deixe seu comentário e continue acompanhando o blog da Hipolabor para aprender mais sobre o assunto!

banners_ebook_post

 

 

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.