Hipolabor explica: qual o melhor tratamento para sinusite

Hipolabor explica: qual o melhor tratamento para sinusite

A sinusite é uma doença respiratória que causa um grande desconforto no paciente. Essa doença interfere significativamente na qualidade de vida do indivíduo, tornando-o muitas vezes inapto ao trabalho e demais atividades.

Por isso é importante diferenciar essa doenças de outras com sintomas parecidos, e instituir o melhor tratamento. Esse dever ser baseado nas especificidades clínicas do paciente, nos medicamentos utilizados e na comodidade ao utilizar os produtos farmacêuticos.

Está com dúvidas sobre qual o melhor tratamento para sinusite? Acompanhe o post de hoje e descubra as melhores formas de combater o problema!

Saiba o que é sinusite

A sinusite, conhecida cientificamente como rinossinusite, é uma doença inflamatória que acomete as fossas nasais, região que fica atrás das bochechas. Dessa forma, ocorre um acúmulo de secreção purulenta que entope os seios nasais. Essas estruturas são normalmente preenchidas com ar e são responsáveis por auxiliar no processo de respiração.

As causas estão relacionadas à infecção por microorganismos (fungos e bactérias) ou fatores ambientais (poeira, pelos de animais, etc). A sinusite pode ser classificada em 03 tipos: rinossinusite crônica (persistência dos sintomas por mais de 12 semanas), rinossinusite com pólipos nasais ou rinossinusite alérgica (mais frequente, de origem fúngica).

Principais sintomas

A rinossinusite apresenta como principais sintomas:

  • congestão nasal (nariz entupido);
  • gotejamento líquido das narinas (coriza);
  • dores de cabeça e pressão na altura da bochecha ou na testa;
  • redução ou ausência de olfato.

Inicialmente pode ser confundida com um resfriado comum, já que os sintomas são semelhantes, porém, se perdurar esses sintomas por mais de 10 dias é necessário procurar um médico para avaliação clínica e radiografia.

Tratamento para sinusite

O tratamento para a sinusite envolve o combate ao agente causador, seguido de alívio dos sintomas e medidas preventivas para evitar a recorrência da doença. Quando não tratada adequadamente pode se tornar crônica ou até mesmo evoluir para meningite.

As medidas medicamentosas envolvem a prescrição de antimicrobianos (antibióticos) que devem ser utilizados conforme orientação do médico e do farmacêutico. Não se deve utilizar por período inferior ou superior ao descrito na prescrição devido ao risco de desenvolver reações adversas.

Para o alívio das dores de cabeça é comum utilizar medicamentos analgésicos como dipirona e paracetamol. A congestão nasal deve ser combatida com introdução de soro fisiológico nas narinas e descongestionantes prescritos pelo médico.

As medidas profiláticas envolvem a umidificação do ambiente e ingestão de muito líquido, já que o ambiente seco provoca maior permanência de microorganismos no ar, aumentando a prevalência das doenças respiratórias. Além disso, o ambiente umidificado também ajuda a fluidificar a secreção nasal, facilitando sua excreção.

O tratamento da sinusite é feito mediante o diagnóstico correto e a prescrição de medicamentos. Também é importante instituir medidas profiláticas em regiões onde predomina o clima seco, para evitar recorrência e complicações da doença.

O melhor tratamento clínico deve atender as necessidades e características cada paciente. Por isso, é importante que sejam administrados apenas medicamentos orientados pelo médico ou farmacêutico.

E você ainda tem dúvidas sobre o melhor tratamento para sinusite? Compartilhe sua experiência ou envie-nos suas dúvidas através de um comentário no post!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.