Hipolabor alerta: sintomas da cistite e como tratá-la

Hipolabor alerta: sintomas da cistite e como tratá-la

A cistite, também conhecida como infecção da bexiga, é um problema muito comum do trato urinário, principalmente nas mulheres. Normalmente, a doença é causada por uma bactéria chamada Escherichia Coli, que é proveniente do intestino. Por conta da anatomia feminina, a bactéria circula mais facilmente até os órgãos genitais da mulher, podendo causar a infecção.

No post de hoje, você vai conhecer mais sobre os sintomas da cistite, suas causas, tratamentos e o que fazer para evitá-la. Confira!

O que é a cistite?

A cistite é uma infecção, normalmente de origem bacteriana, que acomete a bexiga. É importante diferenciar a cistite da infecção urinária: enquanto a primeira é uma inflamação na bexiga, a segunda já é um possível avanço, quando as bactérias se proliferam rapidamente no ambiente já fragilizado e, portanto, favorável.

Quais são os sintomas da cistite?

Os sintomas da cistite são bastante característicos e podem ser detectados já no início da doença. Entre eles, podemos destacar:

  • sensação de vontade de urinar constante, mesmo indo ao banheiro;
  • ardência ao urinar;
  • urinar em jatos curtos e frequentemente;
  • desconforto ou dor na região pélvica;
  • urina com cor turva e odor acentuado;
  • febre.

O que pode causar o problema?

Como você viu, a mulher é a maior afetada pela cistite. Conhecida antigamente como “doença da lua-de-mel”, a condição acometia muitas mulheres após a relação sexual. A anatomia do canal da uretra feminina favorece a condução das bactérias até a bexiga, enquanto o pênis pode ser um condutor das mesmas.

Outro fator que também pode causar a cistite é a higiene após as necessidades. Passar o papel higiênico de trás para frente, por exemplo, pode trazer algumas bactérias da região do ânus para a genitália, incluindo a bactéria causadora da cistite.

A cistite é mais frequente em pessoas que têm o hábito de beber pouca água e segurar o xixi por muito tempo, pois a urina faz a limpeza no canal e ajuda a expelir as bactérias. Quando você a segura, acaba também deixando que esses microrganismos permaneçam ali e se multipliquem.

Qual o melhor tratamento?

É importante que, já no aparecimento dos primeiros sintomas (que são, normalmente, a dificuldade para urinar e a dor), você procure um médico. Só ele poderá dizer a causa da sua infecção e indicar o tratamento adequado.

Normalmente, o médico vai recomendar que se beba muita água e que urine com frequência. Além disso, ele pode também receitar um antibiótico e um analgésico para amenizar o desconforto.

O que fazer para evitar a doença?

Basicamente, é preciso evitar que as bactérias se acumulem no canal da bexiga. Para isso, o essencial é se manter hidratado, tomando em média, 2 litros de água por dia. Também é muito importante que a vontade de urinar seja respeitada, mantendo uma frequência de idas ao banheiro de 2 em 2 horas.

Para as mulheres, é preciso ficar atenta à troca frequente de absorvente, que pode causar um ambiente úmido e quente que favorece a proliferação das bactérias. Além disso, é recomendado urinar sempre após a relação sexual para limpar e eliminar as possíveis bactérias que tenham acessado o canal.

Os sintomas, causas e tratamentos da cistite comprovam que a doença não é grave, mas é preciso ser tratada para que não evoluir e para que você não passe por um desconforto desnecessário. Em caso de sentir algum dos sintomas, não hesite em procurar um médico de confiança e seguir o tratamento recomendado.

E você, já sofreu com a cistite? Conte sua experiência pra gente aqui nos comentários!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.