Hipolabor explica: o que causa gengivite?

Hipolabor explica: o que causa gengivite?

Você sabe o que causa gengivite? Uma das ocorrências mais comuns em saúde bucal, o problema afeta pessoas de diferentes idades. Felizmente, é possível reduzir sua incidência com alguns cuidados que evitam suas principais causas.

A frequência da escovação, assim como o uso do fio dental, está entre as principais medidas para prevenir o problema. Quer saber mais? Veja a seguir o que causa a gengivite:

O que é gengivite?

Como o nome já indica, a gengivite é a inflamação da gengiva. Apesar de ser um problema comum, se não tratada adequadamente ela pode se constituir no estágio inicial da doença periodontal. Esta, por sua vez, começa com a inflamação e pode evoluir para uma periodontite avançada, com danos permanentes aos dentes.

A gengivite se manifesta inicialmente com uma intensa vermelhidão das gengivas, que se apresentam inchadas e sensíveis ao toque. Durante a escovação, podem ocorrer sangramentos nas partes inflamadas.

Outra característica comum na ocorrência da gengivite é a retração da gengiva, provocando uma maior exposição de partes dos dentes antes cobertas.Muitas pessoas também podem apresentar mau hálito em razão da inflamação.

Quais as causas principais?

A principal causa da gengivite é a presença de placa bacteriana no dente, próximo à gengiva. No entanto, existem outras causas também comuns, assim como fatores que predispõem ao desenvolvimento da gengivite. Veja quais são elas:

Placa bacteriana

A placa bacteriana é um biofilme, isto é, uma película formada por bactérias e restos de alimentos que se instala sobre o dente. Essa placa é a principal causa da gengivite, assim como das cáries.

Se a placa bacteriana não for removida diariamente com uma boa escovação dos dentes, ela se consolida, endurecendo e formando o tártaro. Visitas periódicas ao dentista ajudam a promover a adequada limpeza dos dentes e a eliminação de placas formadas em regiões de difícil escovação.

Tabagismo

O hábito de fumar é responsável por muitos danos aos dentes. Isso acontece porque a nicotina presente na fumaça reduz a capacidade imunológica de algumas células, facilitando a ação das bactérias.

A nicotina também reduz o transporte de oxigênio para a região da gengiva, inibindo a capacidade regenerativa nos tecidos onde ocorre a inflamação. Além dessa substância, existem inúmeros compostos no fumo que também tornam esses tecidos suscetíveis a processos inflamatórios e infecções.

Gravidez

As alterações hormonais decorrentes principalmente da gravidez, assim como das manifestações do ciclo menstrual, aumentam a suscetibilidade das gengivas nas mulheres. Desse modo, a chamada gengivite gravídica é uma ocorrência bem comum e, muitas vezes, não é resultado da formação de placa bacteriana, mas do natural desequilíbrio hormonal da gestante durante um período.

Medicamentos

Alguns medicamentos podem provocar uma redução do fluxo de saliva para a boca, resultando na conhecida “boca seca”. Essa condição permite uma instalação mais fácil das bactérias na superfície do dente e da gengiva, levando à inflamação.

Entre os medicamentos que podem resultar nessa situação, destacam-se:

  • analgésicos;
  • antidepressivos;
  • anti-hipertensivos;
  • anti-histamínicos;
  • diuréticos.

Além dessas causas que destacamos para o surgimento da gengivite, outras condições também predispõem à ocorrência da inflamação, como:

  • deficiências nutricionais;
  • dentes desalinhados ou tortos;
  • higiene bucal inadequada;
  • imunodeficiência;
  • idade avançada.

Como tratar?

O primeiro aspecto a ser observado no tratamento da gengivite é a identificação das causas e sua eliminação. Em seguida, deve ser conduzida uma boa profilaxia realizando a limpeza e a higienização da boca para eliminar as placas existentes.

Esse trabalho deve ser realizado em um consultório odontológico por um profissional especializado, que poderá indicar alguma medicação pertinente. Na oportunidade, procure se informar a respeito dos hábitos de escovação e do uso do fio dental.

Finalmente, retornos frequentes e periódicos ao dentista são a melhor forma de garantir uma boa saúde bucal. Assim, o que causa gengivite vai estar sempre distante.

Você já sofreu com gengivite? Restou alguma dúvida sobre o assunto? Conte pra gente aqui nos comentários!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.