Mulheres no mercado de trabalho

O mês de março, marcado pela celebração do Dia da Mulher, é o momento para destacar a luta constante em busca da igualdade de oportunidades e salários no mercado de trabalho em todo o mundo. Segundo pesquisa recente da PwC, realizada em mais de 70 países, 80% dos CEOs de grandes empresas adotam políticas com foco em equidade de gênero. Além disso, 78% das organizações estão implantando estratégias para atrair mais talentos femininos.

No Brasil, as empresas ainda têm muito para avançar nesse sentido. Segundo dados do IBGE, apesar de representar 52,4% da população em idade de trabalhar, o grupo feminino responde por 45,6% do nível de ocupação, enquanto os homens, 64,3%. Na Hipolabor, essa realidade é diferente. A empresa tem aproximadamente 64% do quadro de colaboradores composto por mulheres. Quando o assunto é liderança, o bom número se mantém e mais de 60% dos cargos de gestão são ocupados por elas.

Um exemplo é Priscila de Almeida Pauferro Garcez. Ela entrou na empresa como coordenadora do Setor de Injetáveis e Frasco-ampola em 2013. Depois de dois anos e nove meses, foi promovida a gerente de produção, cargo que ocupa atualmente. Para ela, o empoderamento feminino no mercado de trabalho demonstra a capacidade da mulher em ter êxito em qualquer papel que se proponha a fazer. “Todos são igualmente capazes quando têm as mesmas oportunidades, independentemente de gênero. Mulheres e homens trabalhando juntos trazem cada vez mais ganhos de produtividade para as empresas, pois equilibram o trabalho em equipe por unir formas de raciocínio, por vezes, diferentes, mas que precisam convergir para um objetivo comum. As empresas precisam reconhecer que a mistura de gêneros na equipe é benéfica e que as mulheres são igualmente capazes de entregar os mesmos resultados que os homens”, destacou.

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.