3 problemas de saúde causados pelo excesso de poeira

3 problemas de saúde causados pelo excesso de poeira

Tosse seca, dificuldade para respirar e coceira no nariz são alguns sintomas bastante conhecidos pelas pessoas que sofrem com as doenças causadas pela poeira. Quem é sensível ao pó e suscetível a crises alérgicas deve evitar ambientes com esse agente que causa irritação e problemas na saúde.

Aspirar poeira faz com que ela se instale nas mucosas respiratórias e chegue aos pulmões, podendo provocar problemas mais sérios. Continue a leitura deste post para conhecer melhor 3 doenças que podem ser desencadeadas pelo excesso de poeira.

Asma

Quando há ação de substâncias irritantes, como a poeira, a entrada e a saída de ar dos pulmões ficam comprometidas e podem resultar em chiado no peito, falta de ar e tosse.

A asma é a inflamação dos brônquios, e a exposição aos agentes irritantes é o que provoca a reação. Ela pode ser imediata, durando minutos ou estendendo-se por horas, ou pode ser uma reação tardia, que caracteriza o inchaço e a inflamação dos brônquios, com produção de muco. Nos dois casos há entupimento das vias aéreas e espasmo muscular.

A substância que dispara a crise de asma é individual, e a poeira não necessariamente faz mal a todos os asmáticos — que podem reagir ao pólen, a outros materiais orgânicos ou mesmo ao ar frio. Porém, é um fato que a maior parte das pessoas que sofre com asma é sensível à poeira doméstica, que chega aos brônquios pela aspiração.

Pessoas com asma devem evitar varrer casa e passar aspirador de pó, preferindo utilizar pano úmido para retirar a poeira dos móveis e do ambiente. É importante também ter cuidado no manuseio de objetos que acumulam poeira, como cortinas e tapetes.

Não há cura para a asma, mas os tratamentos com remédios são eficazes na diminuição dos sintomas e no controle das crises.

Bronquite

Essa doença ocorre quando há inflamação das principais passagens que levam ar para os pulmões. Ela pode ter curta duração — a chamada bronquite aguda — ou ser crônica e durar muito tempo, tendo alta recorrência.

A forma aguda, que é bastante comum, geralmente é causada por vírus e acompanha outras condições, como resfriados ou gripes. Afeta a garganta e o nariz, e em seguida se espalha para os pulmões.

A versão crônica da bronquite é um tipo de DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica) e exige mais cuidados. Ela se desenvolve na maioria das vezes por causa da inalação de gases tóxicos, poluição e poeira.

Os principais sintomas da bronquite são dificuldade para respirar, desconforto no peito, com ronco ou chiado, fadiga e tosse com presença de muco. Eles costumam desaparecer em cerca de duas semanas e o tratamento envolve o uso de antialérgicos, xaropes para tosse e, em alguns casos, antibióticos.

Rinite alérgica

O nariz tem como função filtrar as impurezas que entram na respiração e umidificar e aquecer o ar que é levado para os pulmões. A rinite é uma reação imunológica do organismo quando considera estranhas as partículas que foram inaladas.

O sistema imunológico da pessoa alérgica reage tentando defender o organismo das substâncias estranhas, e a crise geralmente envolve espirros, coceira no nariz, obstrução nasal e coriza.

A poeira doméstica — composta por fungos, ácaros, bactérias, restos de pelos de animais e descamação da pele humana — é considerada a principal responsável pela rinite, seguida do pólen e de alguns alimentos.

A higiene ambiental para evitar o contato com a substância alérgena é a principal forma de prevenir crises de rinite. Manter o ambiente em casa ventilado e ensolarado ajuda bastante, assim como eliminar carpetes, cortinas e bichos de pelúcia.

O tratamento dos pacientes consiste no uso de anti-histamínicos e descongestionantes nasais, e em alguns casos são necessários corticosteroides. Para aqueles que não podem evitar o contato com o alérgeno ou não melhoram com os medicamentos, recomenda-se a imunoterapia — tratamento com vacinas antialérgicas.

Agora que você já conhece melhor essas doenças causadas pela poeira, compartilhe este artigo nas redes sociais, pois as informações aqui presentes podem ser úteis para os seus amigos!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.