Conheça 4 tendências do mercado farmacêutico para 2018

Conheça 4 tendências do mercado farmacêutico para 2018

O ano de 2018 chegou e, com ele, algumas tendências para o mercado farmacêutico. Por isso, cabe aos estudantes e profissionais da área ficarem atentos sobre as novidades de seu ramo de atuação, para que suas atividades estejam sempre de acordo com as últimas novidades da área.

Para que você fique bem informado sobre o assunto, preparamos uma lista, com tudo que vai estar em alta no decorrer deste ano, de acordo com estudiosos e especialistas da área. Continue a leitura e confira agora mesmo!

1. Venda de nutricêuticos

Produtos nutricêuticos, também chamados de nutracêuticos, são associações de componentes de alimentos e vitaminas, ácidos graxos e minerais que têm propriedades terapêuticas — como a suplementação alimentar e o tratamento alternativo de doenças.

Esse tipo de produto é muito procurado, principalmente, por pessoas adeptas a uma rotina fitness, como os atletas ou praticantes de atividades físicas que exigem muito do corpo. No entanto, também podem ser utilizados, por exemplo, por crianças, idosos ou qualquer pessoa que não tenha o hábito de consumir alimentos com um determinado tipo de vitamina ou nutriente.

2. Consultórios farmacêuticos

Até pouco tempo atrás, era pouco comum que farmacêuticos tivessem um próprio escritório, assim como ocorre com médicos, dentistas, fisioterapeutas e outros profissionais da área da saúde.

Essa nova realidade é uma tendência para 2018, pois muitas farmácias já estão acoplando um consultório ao seu espaço físico, para que o farmacêutico preste atendimento personalizado ao paciente.

No consultório, o profissional presta ao paciente serviços como:

  • orientar sobre a posologia e formas de uso dos medicamentos receitados pelos médicos;
  • esclarecer sobre a combinação de remédios;
  • encaminhar o paciente para outros profissionais da área;
  • solicitar exames laboratoriais;
  • prescrever medicamentos, restringindo-se àqueles são isentos de receita médica etc.

3. Medicamentos genéricos

Os remédios genéricos — que têm o mesmo princípio ativo que um medicamento de referência, porém com um preço geralmente mais acessível para os clientes das farmácias — estão em alta.

Boa parte desse aumento de vendas se deve às campanhas publicitárias feitas por laboratórios que produzem esse tipo de medicamento e até mesmo aos farmacêuticos e médicos que orientam sobre o uso.

Antigamente, era comum que houvesse preconceito com os genéricos, pois muitas pessoas pensavam que eles eram imitações ou versões menos potentes que os medicamentos com marcas conhecidas no mercado. Com a quebra desse paradigma, as vendas dispararam, pois os genéricos têm um preço geralmente mais acessível para o consumidor.

4. Farmácias como centros de conveniência

Cada vez mais, as farmácias estão deixando de ser apenas um espaço para a venda de medicamentos para se tornarem verdadeiros centros de conveniência, e isso deve se potencializar ainda mais em 2018.

Desse modo, além dos medicamentos, as farmácias podem vender:

  • artigos de higiene pessoal;
  • cosméticos;
  • itens de perfumaria;
  • maquiagem;
  • plantas medicinais;
  • drogas vegetais etc.

Nessa lista também estão incluídos os alimentos destinados a dietas com restrições como os shakes emagrecedores ou produtos sem glúten ou lactose.

Além disso, muitas farmácias também recebem pagamento de contas com códigos de barra e fazem recargas de celular, aumentando assim a circulação de pessoas no local.

Gostou de saber mais sobre as tendências do mercado farmacêutico em 2018? Que tal então compartilhar este artigo em suas redes sociais? Assim, mais pessoas terão acesso a essas informações importantes.

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.