Saiba tudo sobre as principais doenças respiratórias

Saiba tudo sobre as principais doenças respiratórias

A saúde respiratória é uma das áreas mais envolvidas em mitos e falácias. Portanto, é preciso muito cuidado, já que isso pode levar a tratamentos e interpretações erradas, agravando ainda mais quadros que, com os conhecimentos adequados, poderiam ser bem mais brandos para os pacientes.

Os médicos sempre são expostos a relatos e casos que são interpretados pelos leigos com as mais pífias considerações e a falta de orientação que pode levar até ao uso de medicamentos errados ou curas caseiras que na realidade só atrapalham o problema. 

Se você quer compreender melhor esse conjunto de males e fugir das crendices populares na hora de cuidar da sua saúde e ter uma boa respiração, continue a leitura.

Asma

Asma

 

Essa é uma doença muito comum e cercada de mitos e crendices. Uma dessas falácias, especialmente em crianças, é que o asmático não pode praticar atividades físicas. Na verdade ele não só pode como deve, desde que com orientação médica adequada. 

Uma pessoa com a asma sob controle pode inclusive chegar a altíssimos níveis competitivos, como é o caso de diversos nadadores, fundistas e jogadores de futebol. E uma verdade sobre isso é que os esportes aeróbicos podem contribuir muito para a reabilitação desse paciente, pois aumenta a sua capacidade respiratória. 

Apenas qualquer incômodo deve ser relatado ao seu médico, que procederá com o tratamento indicado para que esse desconforto desapareça.

Alergias respiratórias

Alergias respiratórias

 

As alergias respiratórias são muito comuns e também cercadas de mitos. Um que ainda existe por incrível que pareça é o de que a alergia é contagiosa. E hoje se sabe que ela é decorrente de uma condição genética que faz com que o nosso sistema imune reaja de maneira excessiva a determinadas situações, causando os incômodos sintomas. 

Outro mito diz que elas não têm cura e isso, definitivamente, não é verdade. Embora essa condição seja genética, como foi dito, alguns tipos podem ter resolução completa e regressão total do quadro, seja naturalmente com a idade ou com os tratamentos disponíveis no mercado.

Doença pulmonar obstrutiva crônica

Doença pulmonar obstrutiva crônica

 

A doença pulmonar obstrutiva crônica é irreversível e progressiva, afetando os pulmões e prejudicando vários alvéolos pulmonares, destruindo alguns e prejudicando outros.

Essa doença costuma ocorrer em indivíduos do sexo masculino e com uma idade mais avançada, sendo mais frequente, inclusive, naquelas pessoas que já tiveram casos de tuberculose.

A doença pulmonar obstrutiva crônica tem suas causas relacionadas ao tabagismo, fumo passivo, poluição do ambiente, exposição à poeira por muitos anos e, em alguns casos, até fatores genéticos.

A sintomatologia desta doença pulmonar se assemelha com a da bronquite crônica e da enfisema pulmonar.

Bronquite crônica

Bronquite crônica

 

A bronquite crônica é definida pela inflamação dos brônquios. Essa inflamação costuma acontecer depois de 20 a 30 anos de fatores que prejudicam a qualidade de vida e o bom funcionamento do sistema respiratório, como poluição de ar, tabaco e outros detalhes.

A doença acontece em homens e mulheres, e pode preceder ou acompanhar o diagnóstico de enfisema pulmonar.

Enfisema Pulmonar

Enfisema Pulmonar

 

A enfisema pulmonar é responsável pela destruição gradativa dos tecidos pulmonares, que passam a ficar hiperinsuflados na medida em que o quadro se agrava.

Esse quadro pode ser alcançado através da exposição prolongada do paciente a produtos químicos tóxicos e tabaco.

Câncer de Pulmão

Câncer de Pulmão

 

Um dos tumores malignos mais comuns, o câncer de pulmão está aumentando sua incidência em 2% a cada ano no mundo inteiro. 

O tabagismo é uma das principais causas, e corresponde a aproximadamente 90% dos casos de incidência desse tumor. Além disso, foi observado que essa patologia é mais comum em homens do que em mulheres. No entanto, a incidência em pessoas do sexo feminino está aumentando ano a ano.

O ar condicionado contra as vias respiratórias

O ar condicionado contra as vias respiratórias

 

Muito se diz que o ar condicionado é um grande inimigo das vias respiratórias. Mas será que isso é verdade? O grande fato é que o que desencadeia reações nocivas é a falta de limpeza do aparelho e dos seus filtros. Se isso for feito com freqüência, os problemas diminuem bastante. 

Outro fator que ocorre é que as mucosas do aparelho respiratório podem ficar ressecadas. 

Aí sim, pacientes que já apresentam quadros de patologias respiratórias crônicas, como rinite e asma, podem sofrer um pouco e, por isso, devem evitar exposições longas a ambientes com ar condicionado.

A gravidez e as doenças respiratórias

A gravidez e as doenças respiratórias

 

Muitos mitos cercam as doenças respiratórias e a gravidez. Um dos mais difundidos é que as asmáticas devem evitar engravidar. A verdade é que isso não é empecilho, embora a doença se altere mesmo com a gestação, podendo piorar ou até melhorar. Embora não se possa prever o curso da patologia nessa situação, a mulher pode gerar os seus filhos desde que esteja devidamente acompanhada pelos seus médicos. Os remédios podem ser usados desde que com orientação adequada, quando serão buscado aqueles que não trarão riscos ao bebê.

Embora cercadas de mitos, as doenças respiratórias já encontram na medicina tratamentos satisfatórios que permitem uma qualidade de vida muito melhor aos seus portadores. Não caia em crendices ou mitos populares: os riscos são grandes e quem pode sofrer as conseqüências é você. Em caso de desconforto, procure um médico e siga as suas recomendações.

Quer aprender mais sobre o assunto? Confira nosso artigo com dicas para prevenir as doenças respiratórias.

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.