Hipolabor alerta: 4 doenças comuns na infância e como evitá-las

Hipolabor alerta: 4 doenças comuns na infância e como evitá-las

Toda criança fica doente em algum momento da vida. Quando isso acontece, os pais não procuram somente os médicos, mas também as farmácias: nessa hora, todo conselho é válido para saber quais medidas tomar.

Uma boa maneira de se preparar para ajudar no cuidado com a saúde dos pequenos é conhecendo as principais doenças comuns na infância. Dessa forma, é possível reconhecer os sintomas e indicar a consulta a um bom especialista, sempre com base na receita médica apresentada pelos clientes.

Quer entender mais sobre esse assunto? Apresentamos aqui 4 doenças que atingem crianças em diferentes idades, seus sintomas e como evitá-las:

As doenças comuns na infância

O surgimento de gripes, resfriados e até mesmo de diarreias é considerado comum na infância. Porém, existem outras doenças que podem causar preocupação e devem ser do seu conhecimento, como:

Catapora

Essa é, sem dúvidas, uma das doenças infantis mais comuns. Causada pelo vírus varicela-zóster — também responsável pela herpes-zóster —, a catapora é caracterizada pela febre que provoca e, principalmente, pelas pequenas bolhas avermelhadas que surgem no corpo da criança.

Durante a ocorrência da catapora, a criança pode sentir muita coceira. Nessa hora, é importante que os pais busquem manter seus filhos longe de outras crianças que tenham a doença, pois o contágio ocorre enquanto as bolhas não estão secas.

Não é preciso haver grandes preocupações com relação a essa doença: ela é autoimune, ou seja, combatida e evitada pelo próprio organismo posteriormente. Seu tratamento consiste basicamente em utilizar remédios para a febre.

Alergia alimentar

A alergia alimentar pode surgir a partir da ingestão de corantes e conservantes diversos. Porém, o leite de vaca é um dos principais causadores do problema.

Entre os desconfortos que as alergias alimentares podem causar à criança estão as dores na região do abdômen (cólicas), coceiras e até mesmo dificuldades para respirar.

No entanto, seu tratamento é relativamente simples: basta retirar o alimento causador da alergia da dieta dos pequenos. Caso a mãe ainda esteja amamentando, ela também deve parar de consumi-lo.

Amigdalite

Caracterizada pelas infecções na garganta, mais precisamente nas amígdalas, a amigdalite é uma das doenças respiratórias que mais aparece na infância. Seus sintomas mais comuns são inchaço na área afetada, mau hálito, febre e dificuldade para se alimentar.

Para evitá-la, assim como para manter outras doenças respiratórias longe, é fundamental manter a casa limpa e arejada, bem como incentivar a criança a ingerir bastante água. Seu tratamento pode exigir antibióticos.

Sarampo

O sarampo é uma inflamação que atinge o sistema respiratório, causando muita febre, tosse e até mesmo conjuntivite.

Por ser contagiosa, a melhor forma de evitá-la é não permanecendo em locais aglomerados e com a presença de pessoas que estejam contagiadas, pois a doença é transmitida por meio da tosse e do espirro.

Seu tratamento consiste no uso de remédios para febre e, principalmente, em repouso.

A otite, a caxumba e a asma também podem aparecer em algum momento da infância. Portanto, fique atento: independentemente dos sintomas que a criança apresente, o ideal é que você sempre oriente os pais a procurarem um médico para um diagnóstico preciso.

Embora essas sejam doenças comuns na infância, elas precisam da medicação correta para serem combatidas, e pode ser que uma simples vacina as mantenha longe.

Viu só como ficar por dentro das doenças mais comuns na infância para saber como evitá-las, não é? Para receber mais conteúdos sobre outros assuntos como esse, não deixe de assinar nossa newsletter: é gratuito!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.