Hipolabor explica: o que um zumbido nos ouvidos pode significar

Hipolabor explica: o que um zumbido nos ouvidos pode significar

O zumbido nos ouvidos é um sintoma que costuma ser relatado pelo paciente de diversas maneiras, como chiado, apito, som de buzina ou de campainha, som de panela de pressão, de batimento cardíaco, de movimento de asas de inseto, entre muitos outros.

Também chamado de acufeno ou tinido, o zumbido não é uma doença, mas um sintoma para o qual a medicina ainda não encontrou a cura definitiva. A principal atitude que uma pessoa com zumbido precisa tomar é consultar um otorrinolaringologista. Ele é o profissional adequado para diagnosticar o problema de forma correta e orientar os tratamentos.

Quer saber mais sobre o significado do zumbido nos ouvidos? Então não deixe de acompanhar o post de hoje:

Incidência

O zumbido pode aparecer em qualquer idade, embora as queixas mais frequentes ocorram entre pessoas idosas, que são acometidas também de perda auditiva. A ciência ainda não sabe a razão, mas mulheres relatam maior frequência de zumbidos do que homens.

Trata-se de um problema de difícil solução, que causa grande incômodo e prejuízo na qualidade de vida da pessoa. Estima-se que o zumbido possa atingir até 17% da população mundial.

Causas e origens do zumbido nos ouvidos

O zumbido pode ter várias origens possíveis, como excesso de cera no ouvido, infecções prévias ou atuais, lesões ou traumas locais, entre outras.

Muitas vezes, entretanto, a origem do zumbido pode não estar relacionada ao ouvido, mas a fatores aparentemente sem qualquer influência no aparelho auditivo, tanto condições médicas, como problemas de coluna, diabetes, problemas cardiocirculatórios, quanto referentes ao estilo de vida, como excessos alimentares, consumo exagerado de cafeína, abuso de bebidas alcoólicas, tabagismo, entre outras.

Entre os fatores que podem ser causa do zumbido, alguns devem ser considerados para diagnóstico médico:

  • Perda auditiva;
  • Infecção no ouvido;
  • Labirintite;
  • Obstrução do canal auditivo por acúmulo de cera (cerume);
  • Intoxicação medicamentosa;
  • Tumores;
  • Exposição muito prolongada a ruídos urbanos ou derivados da atividade profissional;
  • Estresse;
  • Problemas emocionais.

Tratamento

A orientação médica é fundamental: com ela, a pessoa verá que, apesar de incômodo, o zumbido não chega a constituir uma ameaça à saúde. Ela verá que é possível obter melhoras adotando medidas que ajudam na manutenção da qualidade de vida, como alimentação equilibrada, prática regular de atividades físicas, controle emocional, entre outras.

O tratamento pode ser feito com medicamentos como ansiolíticos, vasodilatadores periféricos e anticonvulsivantes. O médico poderá indicar ainda a terapia cognitivo-comportamental, que tem por objetivo obter a modificação do comportamento mediante o uso de técnicas de descondicionamento e habituação, como a chamada TRT (Tinnitus Retraining Therapy).

Por fim, existem ainda métodos como a estimulação magnética transcraniana, a estimulação elétrica auditiva e a acupuntura.

Identificar o problema que causa o zumbido é sempre difícil e, muitas vezes, os médicos procuram pelos chamados “gatilhos”, fatores assim denominados por dispararem o sintoma. Quando identificados, esses gatilhos devem ser isolados e frequentemente estão presentes em atitudes simples do dia a dia, como o hábito de consumir álcool, excesso de sal na alimentação, consumo descontrolado de açúcares (em doces, chocolates, sorvetes, sobremesas), ingestão muito alta e repetida de cafeína e tabagismo.

Livrar-se do zumbido oscila entre a necessidade de uso de medicações complexas e medidas simples. os médicos lembram que, muitas vezes, o alívio do zumbido nos ouvidos está em uma atitude tão simples quanto consumir uma xícara a menos de café por dia.

E você, gostou do nosso texto? Conhece alguma outra forma de aliviar o zumbido? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe suas dicas com nossos leitores!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.