Hipolabor explica: qual o tratamento para obesidade

Hipolabor explica: qual o tratamento para obesidade

Atualmente, a recomendação de tratamento para obesidade é uma unanimidade entre médicos e profissionais de saúde. Muito mais que um desconforto na vida do indivíduo, a obesidade é um grave problema de saúde, tão relevante quanto diabetes e hipertensão, por exemplo.

A obesidade tem repercussões sobre a saúde integral do indivíduo, com implicações cardiocirculatórias, respiratórias, ósseas, entre outras. Por esse motivo, é necessário que pacientes e profissionais da saúde tenham atenção redobrada

No post de hoje, aprenda mais sobre a obesidade e veja como tratá-la:

O que é a obesidade?

Quase sempre a origem da obesidade está no desequilíbrio entre a ingestão alimentar e o gasto energético. Ou seja, a pessoa ingere mais calorias do que precisa para manter seu organismo funcionando. Existem outras causas, mas a raiz do problema, em geral, é essa.

Após instalada, a obesidade torna-se uma doença multifatorial, e então os tratamentos tornam-se mais complexos. Entretanto, para a obesidade inicial, resultante do desequilíbrio calórico, as recomendações são conhecidas:

  • Necessidade de redução da ingestão alimentar;
  • Aumento da atividade física;
  • Mudanças de estilo de vida.

Para o primeiro item, o ideal é contar com o acompanhamento de um nutricionista, que é o profissional adequado para orientar a redução da ingestão alimentar de forma personalizada. Afinal, cada indivíduo tem um metabolismo próprio, e uma receita de dieta que funciona muito bem para determinada pessoa pode ser inteiramente inadequada para outra.

Da mesma forma ocorre no segundo item, no qual um profissional de educação física poderá orientar a prática de exercícios que levem à redução do peso.

Quanto às mudanças do estilo de vida, todas também são conhecidas, mas a principal delas é tentar fugir da vida sedentária.

Quais são as recomendações básicas para tratar a obesidade?

Um grande estímulo para emagrecer é saber que mesmo reduções pequenas do peso corporal já podem ser suficientes para a melhoria do bem-estar geral. Reduções entre 5% e 10% do peso, por exemplo, já ajudam a diminuir significativamente os níveis de glicemia e as taxas da pressão arterial.

Também é possível adotar algumas atitudes simples e que estão ao alcance de todos:

  • Incluir no cardápio familiar alimentos com fibras, que ajudam na sensação de saciedade;
  • Reduzir o consumo de açúcar e doces em geral;
  • Evitar as gorduras saturadas.

Qual o tratamento para a obesidade?

O ideal é que o indivíduo consiga reduzir seu consumo energético com dietas simples, que possam ser seguidas sem grandes sacrifícios, acompanhadas da prática de exercícios e adoção de estilos de vida saudáveis.

Porém, muitas vezes o tratamento da obesidade requer o uso de medicamentos. Para isso, a consulta ao médico é fundamental, de preferência um endocrinologista, que é o profissional mais habilitado a prescrever o tratamento correto.

Em geral, tais medicamentos agem no controle do apetite, recomendados em conjunto com dieta alimentar e prática de exercícios físicos. Seu uso deve ser considerado em indivíduos com IMC de 30 ou maior, ou mesmo para pessoas com IMC menor, de 27 ou 28, por exemplo, mas que apresentem histórico ou risco de doenças como hipertensão, diabetes, doenças coronarianas, etc.

Em casos extremos, para pessoas com a chamada obesidade mórbida e comorbidades, pode ser indicada a cirurgia de redução de estômago (cirurgia bariátrica), com várias técnicas disponíveis.

Profissionais e pacientes precisam estar atentos a propagandas mirabolantes de medicamentos e fórmulas com promessas de emagrecimento rápido e fácil. No tratamento para a obesidade, não existe mágica: existe determinação, força de vontade e orientação adequada. E o fundamental: o objetivo principal sempre deve ser a saúde!

E você, gostou desse texto? Então curta nossa página no Facebook e fique por dentro de outras dicas e informações sobre saúde e bem-estar!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.