Hipolabor faz doação de medicamentos para hospitais de Montes Claros

Neste momento de combate a Covid-19, a solidariedade se tornou uma das principais armas contra as consequências da pandemia. Por isso, a Hipolabor está doando medicamentos anestésicos e sedativos ao setor de saúde de Montes Claros, município em que a empresa instalou uma fábrica de medicamentos recentemente.

A doação, realizada em parceria com a Prefeitura de Montes Claros, tem como objetivo auxiliar os hospitais com pacientes internados em UTIs, principalmente os que estão com Covid-19. Neste período delicado, a indústria farmacêutica segue atuando para assegurar o fornecimento dos medicamentos essenciais para a saúde da população.

Entre os medicamentos doados, estão o injetável Cloridrato de Midazolam, indicado para sedação de pacientes em unidades de terapia intensiva, e o Citrato de Fentanila, para uso como agente anestésico único com oxigênio em determinados pacientes de alto risco.

 

Cloridrato de Midazolam

O Cloridrato de Midazolam injetável é um medicamento indutor de sono de ação curta e indicado a pacientes adultos, pediátricos e neonatos para:

  • sedação da consciência antes e durante procedimentos diagnósticos ou terapêuticos com ou sem anestesia local;
  • pré-medicação antes de indução anestésica;
  • indução anestésica, como um componente sedativo em combinação com anestesia em adultos (não deve ser utilizado para indução anestésica em crianças);
  • sedação em unidades de terapia intensiva.

 

Citrato de Fentanila

O Citrato de Fentanila é um analgésico, caracterizado por rápida ação, curta duração e elevada potência (100 vezes maior do que a da morfina). É indicado para:

  • analgesia de curta duração durante o período anestésico (pré-medicação, indução e manutenção) ou quando necessário no período pós-operatório imediato (sala de recuperação).
  • uso como componente analgésico da anestesia geral e suplemento da anestesia regional.
  • administração conjunta com neuroléptico na pré-medicação, na indução e como componente de manutenção em anestesia geral e regional.
  • uso como agente anestésico único com oxigênio em determinados pacientes de alto risco, como os submetidos à cirurgia cardíaca ou certos procedimentos neurológicos e ortopédicos difíceis.
  • administração intratecal ou epidural no controle da dor pós-operatória, operação cesariana ou outra cirurgia abdominal.

 

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.