Hipolabor explica: quais são as doenças mais comuns na velhice

Hipolabor explica: quais são as doenças mais comuns na velhice

A população brasileira caminha cada vez mais para um aumento no número de idosos. Segundo previsões do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o grupo de idosos de 60 anos deverá ser maior do que o grupo de pessoas com até 14 anos nas próximas duas décadas. Como a chave para se viver melhor essa fase é o cuidado e a prevenção, preparamos uma lista com os tipos de doenças mais comuns na velhice.

O envelhecimento é um processo natural pelo qual todos iremos passar um dia e que muda a maneira como encaramos e vivemos a vida. Chegar a uma idade mais madura traz profundas transformações que, se por um lado trazem a satisfação e a sabedoria dos bons anos vividos, por outro exige alguns cuidados especiais para aprender a lidar com a nova condição.

O corpo já não é o mesmo de outrora e começa a apresentar alguns sinais característicos dessa importante fase da vida. Confira abaixo as quatro doenças mais comuns na velhice!

1. Diabetes

Com o aumento da expectativa de vida e a redução gradual de algumas funções do organismo que ajudam no controle da glicose, é cada vez mais comum o diagnóstico de Diabetes Mellitus em idosos.

Pacientes com essa condição apresentam uma elevação do nível de glicose no sangue, chamado de hiperglicemia, que pode ser causada por problemas na secreção do hormônio insulina. O diagnóstico é feito por exames laboratoriais e o acompanhamento médico é indispensável para conviver da melhor forma com essa condição.

2. Hipertensão

A hipertensão é uma doença crônica, ou seja, que persiste por longos períodos e possui tratamento demorado. Ela acarreta uma elevação da pressão arterial para níveis além do considerado normal, que pode causar uma série de riscos à saúde. O tratamento é feito com o uso de remédios e pode ser auxiliado por mudanças na alimentação e inclusão de atividades físicas na rotina.

3. Doenças nos olhos

É bastante comum a perda gradual da visão na idade avançada, mas para além disso, doenças como acatarata e o glaucoma, além da degeneração macular relacionada à idade (DMRI). Para garantir a qualidade de vida e evitar o agravamento do quadro, é essencial visitar o oftalmologista regularmente e realizar o acompanhamento médico para o tratamento das condições existentes.

4. Mal de Parkinson e Alzheimer

É fundamental toda a atenção para o aparecimento de sintomas do Mal de Parkinson, de Alzheimer e outras doenças degenerativas, que não devem ser confundidos com os sintomas do processo de envelhecimento convencional. O diagnóstico nos estágios iniciais dessas doenças é essencial para adaptar a rotina do paciente e de sua família e possibilitar que o idoso lide da melhor forma possível com a doença.

Por isso, é preciso ter atenção redobrada para sintomas como tremores, rigidez nos músculos, dificuldades para caminhar ou engolir e alterações drásticas na memória e comportamento em pessoas de idade avançada.

Agora que você já sabe um pouco melhor sobre algumas doenças mais comuns na velhice, não tem desculpas para não prestar a atenção aos sintomas e agendar consultas médicas regulares para aquelas pessoas que já viveram muito e ainda tem muito a nos ensinar. Não se esqueça de deixar seu comentário com dúvidas e sugestões!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.