Hipolabor ensina: solucione as principais dúvidas sobre vacinas

Hipolabor ensina: solucione as principais dúvidas sobre vacinas

A vacinação é cercada de mitos e, sem dúvida alguma, o seu cliente na farmácia ou o seu paciente poderão querer solucionar com você. Por isso, escrevemos esse post, para esclarecer as principais dúvidas sobre vacinas e ter certeza de que você estará pronto para responder qualquer pergunta. Continue acompanhando e fique por dentro!

Quais os tipos de vacina?

A principal divisão entre as vacinas é entre as atenuadas e as inativadas. As primeiras utilizam bactérias e vírus vivos que foram cultivados de forma a não serem capazes de produzir doença em um indivíduo saudável. A tríplice viral (contra sarampo, rubéola, caxumba), a BCG (contra tuberculose) e as vacinas contra o rotavírus, a febre amarela, a varicela e a poliomielite (oral) são exemplos de vacinas atenuadas.

As vacinas inativadas, pelo contrário, utilizam vírus e bactérias mortos, por isso não há nenhum risco de infecção. Exemplos desse tipo são as vacinas contra hepatite A, hepatite B, influenza, HPV e a DTP (contra difteria, tétano e pertussis, mais conhecida como coqueluche).

O tipo de vacina faz alguma diferença?

As vacinas atenuadas não podem ser usadas em indivíduos com a imunidade comprometida ou em gestantes, pelo risco de provocarem doenças. Em geral, essas vacinas provocam uma reação mais forte no organismo e geram uma imunidade mais duradoura, não necessitando de doses de reforço. No entanto, estão mais associadas a efeitos colaterais.

As vacinas inativadas são mais fracamente reconhecidas pelo organismo, o que faz com que a imunidade se perca em alguns anos e uma dose de reforço seja necessária, mas raramente causam reações adversas.

Adultos também têm que tomar vacinas?

Claro! Além dos reforços da DTP e da febre amarela a cada década, os adultos também podem ser o público-alvo de campanhas anuais como a da gripe. O SUS costuma disponibilizar as vacinas da campanha apenas para grupos de risco, como idosos, asmáticos, imunossuprimidos ou profissionais de saúde, mas muitas dessas vacinas são recomendadas para todos, em qualquer faixa etária, e podem ser obtidas na rede particular. É importante conferir também se o cartão de vacina está atualizado com vacinas que foram disponibilizadas na rede apenas nos últimos anos.

Grávidas podem se vacinar?

Depende da vacina. Vacinas atenuados podem infectar o bebê e provocar alguma doença, por isso não são recomendadas. Mas as vacinas de vírus ou bactérias mortos estão liberadas. O ideal, na verdade, é que antes mesmo de engravidar a mulher atualize seu cartão de vacina, não correndo riscos.

E quem tem alergias? Há alguma relação com as vacinas?

Algumas vacinas, como a da gripe, são produzidas com a inoculação do vírus em ovos de galinha. Algumas proteínas do ovo acabam ficando na composição da vacina, então quem tem alergias severas a esse alimento não pode tomar essas vacinas. É importante consultar um médico para saber quais vacinas estão liberadas.

A vacina pode provocar a doença?

Não. Como já relatamos, os vírus e as bactérias estão mortos ou atenuados, não sendo tão virulentos quanto os originais. A vacina contra a gripe, por exemplo, que ganhou a fama de provocar gripe, contém apenas vírus mortos o que faz com que isso seja impossível. Nesses casos, o que a pessoa está sentindo é a reação do organismo à vacina. Como a vacina estimula o sistema imune algum mal-estar e febre baixa podem ocorrer, embora isso não seja tão comum e possa ser resolvido com medicamentos como o paracetamol. Efeitos adversos graves são raríssimos e de forma alguma fazem com que a não vacinação (link: post movimento antivacina) seja uma opção melhor.

Provavelmente essas serão a maioria das dúvidas que vão aparecer para você e, agora, será mais fácil ter a resposta na ponta da língua! Deixe seu comentário para a gente e nos conte o que mais você gostaria de aprender sobre vacinas!

banners_ebook_post

 

 

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.