E agora? Como funciona a menopausa e como saber se ela está a caminho?

E agora? Como funciona a menopausa e como saber se ela está a caminho?

É muito difícil afirmar, categoricamente, como funciona a menopausa. A principal razão para isso é a individualidade de cada organismo, que conta com particularidades e interferências ambientais únicas.

De qualquer modo, é possível fazer um apanhado de sintomas desse período, que começa a ser contabilizado um ano após o último ciclo menstrual da mulher, quando o corpo finda a produção de hormônios como a progesterona e o estrogênio.

Quer saber mais sobre o tema? Continue a leitura e entenda sobre as transformações ocorridas na saúde feminina durante essa etapa tão importante, conferindo quais são os principais sintomas e possíveis tratamentos para amenizá-los!

O que é a menopausa?

A menopausa nada mais é do que uma etapa biológica da vida da mulher. Ela vem logo após o climatério (nome dado ao período de transição entre a fase reprodutiva e a não reprodutiva) e marca o fim dos ciclos menstruais femininos.

As mulheres nascem com um estoque limitado de óvulos, que vão acabando ao longo da vida. São eles que produzem os hormônios estrogênio e progesterona, responsáveis por regular a menstruação e ovulação.

Por isso, com o fim da produção hormonal, a mulher entra em uma nova fase. Essa etapa normalmente se inicia após os 40 anos, mas só pode ser considerada menopausa após um ano da última menstruação.

Quais são os principais sintomas?

A experiência de cada mulher com a menopausa é absolutamente única e dependerá de diversos fatores, que podem ir desde ao seu estilo de vida a fatores genéticos. No entanto, os sintomas mais comuns incluem:

  • insônia;
  • flutuações no humor;
  • cansaço e falta de energia;
  • depressão;
  • irritabilidade;
  • palpitações e aceleração cardíacas;
  • dores de cabeça;
  • dores nas articulações;
  • alterações na libido;
  • problemas no controle urinário;
  • diminuição da lubrificação vaginal;
  • picos de calor com suor excessivo.

Vale lembrar que nem todas as mulheres apresentarão os sintomas citados.

É possível manter a qualidade de vida após a menopausa?

A maioria das mulheres se assusta ao imaginar que passará por esse período. No entanto, é muito importante salientar que é possível que a paciente tenha qualidade de vida após a menopausa.

Além disso, devemos lembrar que esse período deve ser cuidadosamente monitorado por um médico, já que a partir das alterações hormonais as mulheres ficam mais suscetíveis a sofrer com problemas como a osteoporose ou problemas cardíacos, por exemplo.

Para tratar os sintomas e tornar a vida das pacientes o mais normal possível, existem diversos tratamentos, como:

  • terapia hormonal (com a reposição dos hormônios que não são mais sintetizados pelo organismo);
  • tratamento medicamentoso não hormonal (com o uso de fármacos como antidopaminérgicos, antidepressivos, sedativos ou vasodilatadores);
  • terapias alternativas (como homeopatia, acupuntura, fitoterapia e outros).

Combinadas a isso, estão uma alimentação saudável e balanceada e a prática regular de atividades físicas (sempre respeitando os limites da paciente), que auxiliam na regulação natural do organismo e na atenuação dos sintomas da menopausa.

Agora que você já sabe como funciona a menopausa e como ela impacta a qualidade de vida das mulheres, fica muito mais fácil reconhecer os principais sintomas e procurar um médico caso note alguma alteração significativa em seu ciclo menstrual.

Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão? Conte para nós nos comentários!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.