Guia Hipolabor: diabetes

Guia Hipolabor: diabetes

Doces são muito gostosos. Difícil encontrar alguém que não goste de chocolate, brigadeiro, balas e afins, não é mesmo? Mas muitas pessoas precisam evitar esse tipo de alimento e outros que contenham açúcar, e não é só pela questão do excesso de peso: estamos falando de quem sofre de diabetes.

Você conhece essa doença? Ela atinge mais de 7% da população brasileira, e em torno de 350 milhões de pessoas no mundo inteiro. Há até o Dia Mundial contra a Diabetes, que ocorre em 14 de novembro, para chamar atenção para esse problema. Por isso mesmo, é importante conhecer a respeito e ficar de olho! Quer entender mais? Então continue acompanhando o nosso artigo!

O que é

A diabetes é uma doença causada pela elevação da taxa de glicose no sangue, a chamada hiperglicemia. Decorre da falta de insulina ou da incapacidade dela de atuar como deveria, o que causa o aumento da glicose, ou seja, do açúcar, no sangue.

A insulina é um hormônio que reduz a glicemia ao fazer com  que o açúcar que está no sangue possa penetrar nas células, onde é utilizado como fonte de energia. A doença acontece quando o pâncreas não consegue produzir a insulina em quantidade suficiente para atender essa demanda. Assim, a quantidade de glicose aumenta, e a pessoa passa a sofrer de diabetes.

As formas mais comuns de diabetes são as do tipo 1 e 2. No diabetes tipo 1, o pâncreas deixa de produzir insulina. Isso decorre de um defeito do sistema imunológico, que faz com que os anticorpos ataquem as células que produzem o hormônios. Já no diabetes tipo 2, ainda há a produção de insulina. Porém, o corpo não responde da forma correta à sua ação. Assim, o açúcar também acaba se acumulando no sangue.

Sintomas

Os sintomas de diabetes são vários e variam de acordo com o tipo da doença. Entre os sintomas do diabetes 1, estão vontade excessiva de urinar, fome e sede constantes, perda de peso, fraqueza, fadiga, náusea e vômito. Já no diabetes tipo 2, podem-se destacar as infecções frequentes, a visão embaçada, a dificuldade na cicatrização e o formigamento nos pés.

O que fazer

Todo diabético precisa manter uma vida saudável e controlar a taxa de açúcar no sangue. O acompanhamento médico é muito importante, bem como as possíveis medicações indicadas. Dependendo do caso, é recomendável que o paciente pratique atividades físicas, a fim de controlar os níveis de glicose e evitar o aumento do peso. Uma dieta equilibrada é fundamental para evitar os açúcares simples presentes nos doces e também os carboidratos simples, que pode ser encontrados em massas e pães.

Além disso, todos os portadores de diabetes tipo 1 precisam tomar insulina todos os dias. No caso dos que têm o tipo 2 da doença, isso varia. De qualquer forma, em ambos os casos é necessário fazer o auto-exame para verificar a taxa de glicose.

Com esses cuidados, um diabético pode viver uma vida normal, como a de qualquer outra pessoa. Mais uma vez, é importante notar como uma vida saudável e o tratamento médico são fatores indispensáveis para que a doença não leve a quadros mais complicados.

Agora que você conhece um pouco mais sobre a diabetes, compartilhe essas informações com as pessoas do seu convívio que possuam essa doença! E se você ainda tem alguma dúvida, não deixe de escrever pra nós utilizando o espaço dos comentários!

banners_ebook_post

 

 

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.