6 complementos vitamínicos que você precisa conhecer

6 complementos vitamínicos que você precisa conhecer

Atualmente, com a correria do dia a dia não somos capazes de nos alimentar de uma maneira saudável, e isso faz com que as simples atividades cotidianas nos deixem mais estressados e cansados que o normal.

A boa notícia é que os complementos vitamínicos estão aí para amenizar todos esses problemas: eles complementam a alimentação, contribuem para a ingestão adequada de nutrientes e garantem a saúde e a energia do organismo. Além disso, são especialmente indicados para gestantes, idosos e pessoas com carências de vitaminas, problemas gastrointestinais ou praticantes de dietas restritivas.

Portanto, neste post vamos apresentar alguns exemplos desses suplementos tão poderosos para que você possa conhecê-los e aproveitar todos os seus benefícios. Continue a leitura e confira!

1. Vitamina C

A vitamina C é um dos complementos vitamínicos mais conhecidos, devido aos seus inúmeros benefícios para a saúde. É utilizada, principalmente, na prevenção de gripes e resfriados, pois fortalece o sistema imunológico e alivia os sintomas dessas doenças.

Além disso, tem efeito antioxidante, protege a saúde dos olhos, previne doenças cardiovasculares, embeleza pele, cabelos e unhas e, ainda, auxilia na perda de peso e no ganho de massa muscular.

2. Alho

O alho também pode ser suplementado em cápsulas formuladas com o seu óleo natural, obtido por meio da destilação a vapor, que resulta em um composto rico em vitaminas (A1, B2, B6, C), minerais (ferro, iodo, silício) e muitos outros nutrientes, como os aminoácidos, as enzimas e a poderosa alicina.

Seus principais benefícios são prevenir doenças do coração, controlar os níveis de colesterol do organismo, retardar o envelhecimento, amenizar a diabetes e contribuir para o tratamento de infecções e fortalecer o sistema imunológico.

3. Niacina

Também conhecida como vitamina B3, a niacina auxilia em diversos problemas de saúde, como colesterol alto, doença de Alzheimer, diabetes e dores de cabeça.

Ela ajuda o organismo a converter os carboidratos ingeridos em glicose para a produção de energia, contribui para a saúde do fígado, melhora a circulação e tem efeitos anti-inflamatórios.

4. Probióticos

Os probióticos são bactérias e leveduras essenciais para manter a imunidade e a boa saúde intestinal, e ainda auxiliam na digestão e absorção das vitaminas e nutrientes presentes nos alimentos. São bem pequenos, numerosos e habitam no intestino, na pele e nas mucosas.

Alguns fatores como o uso de antibióticos, estilo de vida diferenciado e estresse podem diminuir a sua quantidade. Esses fatores podem ser muito prejudiciais ao organismo, além de provocar o desenvolvimento de doenças e abrir espaço para as bactérias maléficas, no entanto, a suplementação ajudará a equilibrá-los.

Ela poderá ser feita por meio de cápsulas, líquidos ou sachês, que devem ser diluídos em água ou sucos para serem consumidos. Eles podem ser encontrados em farmácias ou lojas de produtos naturais.

Existem vários tipos de probióticos, como o Lactobacillus acidophilus, o rhamnosus e o bifidobacterium lactis, sendo assim, quanto maior a diversidade, melhor será o desenvolvimento da flora intestinal saudável.

5. Vitamina D

De todas as vitaminas, a D é de longe a mais benéfica para se ingerir em forma de suplemento. Ela é responsável pela diminuição da mortalidade geral em adultos, protege da gripe, melhora a saúde mental e óssea (reduzindo o risco de fraturas) e ainda favorece a perda de peso.

6. Zinco

O zinco é considerado um dos minerais mais importantes para a saúde do organismo. Assim como a vitamina C, ele diminui os radicais livres e tem a função de proteger contra bactérias, vírus e diversos agentes externos.

Além disso, regula inúmeras funções corporais, beneficia a fertilidade de homens e mulheres, protege o coração, diminui o risco de diabetes e facilita o ganho de massa muscular.

Agora que você já conheceu os principais complementos vitamínicos e seus benefícios, é importante lembrar que eles também poderão causar alguns efeitos colaterais desagradáveis, como quadros de hipervitaminose e reações alérgicas. Portanto, o ideal é consultar um médico antes do início do tratamento, combinado?

E aí, gostou de conhecer os benefícios dos complementos vitamínicos? Tem alguma dúvida ou gostaria de citar mais algum? Então, deixe um comentário e compartilhe a sua opinião sobre esse assunto!

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.