Veja 8 dicas para turbinar o seu sistema imunológico

Veja 8 dicas para turbinar o seu sistema imunológico

Sabe aquela pessoa que fica doente diversas vezes seguidas, seja um simples resfriado ou uma gripe? Pois é bem provável que ela esteja com o sistema imunológico enfraquecido. Então, é possível fortalecê-lo?

A resposta é: sim. Com apenas algumas mudanças nos hábitos de vida você consegue turbinar a imunidade do seu corpo e ficar mais resistente aos problemas de saúde. Quer saber como? Continue a leitura e confira as 8 dicas que trouxemos para você.

Afinal, o que é o sistema imunológico?

Também chamado de sistema imune, ele é um conjunto de órgãos, tecidos e células que fazem a defesa do organismo contra os patógenos. Isso é: ele combate vírus, bactérias e agentes infecciosos, e, assim, previne o desenvolvimento de doenças.

Ele também tem a função de promover o equilíbrio no nosso corpo a partir de respostas moduladas das células e moléculas em resposta ao invasor do organismo. Sendo assim, ele é fundamental para a nossa sobrevivência.

Como ele funciona?

Quando um agente estranho invade o organismo, o sistema imunológico é ativado para combatê-lo gerando uma série de reações. Por exemplo, quando você se machuca, a área se aquece e fica avermelhada.

Isso é uma resposta do seu sistema imune na tentativa de matar os micro-organismos do local. Assim como esse mecanismo, diversos outros são ativados dependendo do tipo de invasor que o organismo está exposto.

O sistema imune tem duas respostas: a inata e a adaptativa. Quando a inata não dá conta de combater o agente, a adaptativa é a que entra em ação para evitar o desenvolvimento de enfermidades.

Inata

Resumindo, a imunidade inata ou natural é aquela que nasce com a gente, e são consideradas barreiras. As físicas são os pelos, a pele e o muco que impede que agressores entrem no organismo.

Já como exemplo de barreira fisiológica temos o ácido do estômago e a temperatura corporal. Logo em seguida vem a celular que nada mais é que uma série de células que englobam o patógeno para desativá-lo.

Adaptativa

Essa é a que adquirimos ao longo da vida. Com certeza você já ouviu falar nos anticorpos, não é mesmo? Então, elas são células de defesa que o organismo desenvolve após entrar em contato com os agentes agressores. Eles fazem parte da imunidade humoral.

Quando nem eles conseguem combater os patógenos, existe outra imunidade que é a celular: uma resposta mediada pelos linfócitos T capazes de destruir os micro-organismos invasores ou as células infectadas.

O que pode atrapalhar o seu funcionamento?

Alguns fatores podem atrapalhar o funcionamento do sistema imunológico e enfraquecê-lo. Muitas vezes, nós passamos por eles e nem nos damos conta de que podem nos prejudicar.

O estresse, por exemplo, é um deles. Isso porque essa condição aumenta a produção de cortisol — um hormônio responsável por diminuir a defesa do organismo para evitar que o sistema imune ataque as células do corpo.

Outras causas do enfraquecimento da imunidade são: má alimentação, insônia ou sono insuficiente, sedentarismo, tabagismo, alcoolismo e problemas emocionais. Se você fica doente com facilidade, preste atenção nos seus hábitos.

Quais são as dicas para turbinar o sistema imunológico?

Agora que você já sabe a importância de ter um sistema imunológico fortalecido, chegou a hora de saber como fazer isso. Com algumas mudanças nos seus hábitos diários é possível deixar a sua imunidade fortalecida e pronta para encarar os desafios do dia a dia.

1. Alimente-se bem

A alimentação saudável é a base para prevenir e tratar diversas doenças, e isso não é à toa. Os nutrientes são responsáveis por fazer todo o organismo funcionar corretamente, inclusive o sistema imunológico.

Por isso, é ideal manter uma dieta variada em alimentos frescos e evitar os produtos processados e industrializados que, além de não trazerem benefícios, estressam o corpo e fazem com que a imunidade baixe. A seguir, veja o que uma alimentação saudável deve conter.

  • vegetais variados (frutas, verduras e legumes), pois fornecem vitaminas, minerais e fibras;
  • carboidratos: eles dão energia para o corpo e estão presentes nos pães, massas, arroz, batatas, mandioca, milho e outros;
  • proteínas: elas são matéria-prima das células do nosso corpo, inclusive as do sistema imune. Elas estão nas carnes, ovos, leite e derivados e leguminosas, como feijão e soja;
  • gorduras: são essenciais para várias funções do organismo, como produção de hormônio e regulação da temperatura corporal. As consideradas do bem são azeite de oliva, óleo de coco e abacate (além dessas frutas in natura), oleaginosas e outras.

2. Pratique atividades físicas regularmente

As atividades físicas fazem bem ao organismo de maneira geral: ajuda no controle do peso corporal, dá condicionamento físico, melhora a capacidade cardiovascular, entre outros.

Porém, você sabia que ele também aumenta o sistema imunológico? Isso mesmo. A prática regular de atividade física está ligada ao aumento das células de Linfócito T que já falamos neste post.

Outro mecanismo de melhora da imunidade que os exercícios têm é a redução do estresse. Lembra que explicamos que ele é um vilão do sistema imunológico? Então, com menos estresse, mais a sua defesa se fortalece.

Com tantas modalidades disponíveis, temos certeza que você encontrará uma ou várias para praticar. Porém, lembre-se: para ter o efeito de turbinar o seu sistema imune a intensidade deve ser moderada, ok?

3. Mantenha a carteira de vacinação em dia

Imagine criar anticorpos para alguns tipos de vírus e bactérias sem nem ao menos ter ficado doente? Pois bem, assim funciona a vacina. Ela nada mais é do que o próprio agente, mas em carga muito baixa ou inativa. Assim, o próprio organismo desenvolve as células de defesa contra os patógenos.

A vacinação é a imunização contra doenças que podem levar a consequências bem graves. Todos os anos, as campanhas liberam as vacinas para a população, principalmente para os grupos de risco, como gestantes, lactantes, crianças e idosos.

Por falar nisso, é extremamente importante que se vacine bebês e crianças, pois assim eles desenvolverão os anticorpos necessários e estarão imunes às doenças típicas dessa fase da vida, como sarampo, catapora, rubéola e outras.

Portanto, vá até um posto de saúde mais próximo e confira se a sua carteira de vacinação está em dia e fique de olho nas campanhas. A vacinação é responsável pela erradicação de várias enfermidades, dessa maneira cada um faz a sua parte ao se vacinar.

4. Durma bem

É durante o sono que o corpo descansa das atividades da rotina e o organismo aproveita para se regenerar e regular as suas funções. Para manter o sistema imunológico sempre em alerta é preciso recuperar as energias que ele gasta ao longo do dia.

Dormir mal ou poucas horas por noite faz com que o cortisol aumente. Lembra que falamos sobre ele e o estresse? Pois é, a falta de sono também desregula esse hormônio que, por sua vez, reduz a defesa do sistema imune.

Portanto, é preciso ter de 7 a 9 horas de sono de qualidade por noite. Para isso, desligue os eletrônicos, faça refeições leves ao anoitecer, deixe o quarto na penumbra e faça um ambiente confortável e acolhedor.

5. Fique longe do estresse

Como dissemos, o estresse é um dos grandes vilões da imunidade. Por isso, se queremos fortalecer o nosso sistema imunológico é necessário nos livrar desse mal do mundo moderno.

Existem diversas maneiras de reduzir essa condição, a maioria está ligada ao estilo de vida. Quanto mais hábitos saudáveis, menos chances de desenvolver o estresse. A seguir, veja algumas dicas de como evitá-lo.

  • mantenha uma alimentação saudável e equilibrada;
  • durma bem;
  • pratique exercícios físicos regularmente;
  • tenha um hobbie ou outra atividade que dê prazer;
  • reserve momentos para a família e os amigos;
  • não guarde raiva o rancor;
  • utilize técnicas de meditação no dia a dia;
  • tenha alguma atividade para aliviar o estresse.

6. Abandone os maus hábitos

Tão importante quanto adquirir bons hábitos de vida é abandonar os ruins. Afinal, o tabagismo e o alcoolismo são vícios que prejudicam o organismo e, até mesmo, a vida social da pessoa.

O fumo, por exemplo, reduz a eficiência dos macrófagos — células do sistema imunológico. Ou seja, ele também limita a defesa do organismo, além de gerar diversas doenças, como câncer de pulmão e boca.

Assim como o cigarro, o álcool afeta negativamente todas as células do organismo, inclusive as do sistema imune. Além disso, ele interfere em componentes responsáveis por estimular as respostas imunológicas.

Sendo assim, se você tem um ou os dois vícios, o ideal é buscar ajuda profissional para abandoná-los. Sabemos que pode ser difícil largar os maus hábitos de uma hora para outra, e por isso todo auxílio é bem-vindo.

7. Tome sol

O sol pode ser um grande aliado do sistema imunológico. Isso porque, além de ajudar o corpo a sintetizar a vitamina D, ele energiza as células-T do organismo, aquelas responsáveis por eliminar os patógenos.

Dessa forma, a luz solar ajuda a fortalecer a defesa do corpo por dois mecanismos. Por isso, é importante recebê-la todos os dias, nem que seja por 15 minutos sem proteção solar.

Contudo, é preciso ter atenção. Esse tempo é o suficiente para receber os benefícios do sol. A exposição prolongada deve ser feita somente com proteção solar tanto do filtro quanto de barreiras, como bonés, chapéus e óculos escuros.

8. Consuma alimentos fortalecedores do sistema imunológico

Bom, já explicamos sobre a importância de uma alimentação saudável para o organismo, em especial para o sistema imunológico. Agora, é a vez de falar sobre os alimentos que dão aquela força extra para a defesa do corpo.

Frutas ricas em Vitamina C

Quem nunca ouviu falar que acerola é bom para a gripe por que tem vitamina C? A verdade é que a vitamina C não melhora a enfermidade, porém, reforça o sistema imunológico que, por sua vez, combate o vírus mais rapidamente.

A vitamina C é antioxidante, e isso significa que ela combate o envelhecimento precoce de todas as células do corpo e as do sistema de defesa. Por isso, consumir laranja, limão, pitanga, morango e outras ricas nessa substância ajuda a fortalecer a imunidade.

Cebola e alho

Além de serem excelentes temperos, a cebola e o alho são ótimas para o combate dos patógenos, pois auxiliam o organismo a eliminar as inflamações e infecções. Isso mesmo.

O alho é um ótimo bactericida enquanto a cebola é anti-inflamatória. Dessa maneira, eles dão aquela forcinha extra quando precisamos enfrentar alguma enfermidade. Aliás, quem nunca pegou uma receita de chá de alho para gripe?

Brócolis

O brócolis é um vegetal muito apreciado na culinária e que apresenta muitos nutrientes. As substâncias responsáveis por auxiliar o sistema imunológico são os flavonoides que nada mais são do que antioxidantes capazes de prevenir o envelhecimento precoce das células.

Nozes, sardinha e salmão

O que esses três alimentos têm em comum? O ômega-3. Esse nutriente é um ácido graxo essencial importantíssimo para o bom funcionamento do organismo e do sistema imune, pois é um anti-inflamatório natural.

Além dessas fontes, outras oleaginosas e peixes de águas profundas e geladas também contêm ômega-3. Caso você não consiga ingerir as quantidades recomendadas desse nutriente, verifique com seu médico ou nutricionista a possibilidade de suplementar.

Uva roxa e vinho tinto

Com certeza você já ouviu falar que uma taça de vinho tinto ou um copo de suco integral de uva roxa fazem bem ao coração, não é mesmo? Contudo, saiba que não são somente as células do coração que se beneficiam com essas bebidas.

O resveratrol, um antioxidante e anti-inflamatório, é responsável por proteger as células, não só as do músculo cardíaco, mas também de outras partes do corpo e do sistema imune. Se preferir consumir a fruta, 10 unidades por dia são o suficiente.

O sistema imunológico é a defesa do nosso organismo. Portanto, é preciso tê-lo fortalecido para prevenir doenças e ter uma recuperação mais rápida, caso contraia alguma enfermidade. Com atitudes simples no dia a dia, como uma alimentação saudável, prática de atividades físicas, bom sono e outras, é possível turbinar a imunidade e ter mais saúde e bem-estar.

Agora que você já sabe como deixar o seu sistema imune fortalecido, que tal aprender mais? Leia o nosso artigo que fala sobre os riscos e sintomas da pneumonia e fique por dentro.

Faça seu cadastro e receba tudo por email!

Confira também

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba nossas novidades.